quarta-feira, abril 19, 2006

Será pela Mentalidade????!!!


Descobri esta foto num famoso site de fotos ultras. Regularmente ando por esse mesmo site a pesquisar, a ver ideias a verificar o que é feito noutros paises no que ao fenómeno ultra diz respeito. Ao apanhar esta foto gravei-a logo no meu PC, pois acho que é espectacular e vale muito mais que um sector a Abarrotar de gente. Para mim é uma foto com significado... são ultras do Treviso, equipa que ocupa o último lugar da tabela classificativa do primeira Divisão Italiana, já desceram de divisão.
Quando em Portugal se continua a dar previlégio ao número, os de Guimarães são mestres nisso, e se fala pouco na mentalidade e na qualidade do apoio dado ao clube do Coração está tudo dito... Podem ser aos milhares mas no apoio muitas das vezes não valem nada. em Portugal estamos fartos de ver desses exemplos, quer dados pelas claques dos candidatos aos títulos quer pelos restantes grupos, muitas são as veses em que quando estão em menor número dão grandes shows de apoio vocal...
Mas escolhi esta foto porque me fez relembrar outros tempos, os anos antigos da Mancha Negra, quando assumi a liderança da Claque, onde o meu Opel Kadet muitos km's fez na companhia de mais 3/4 ultras, juntamente co outros carros da restante malta. Alturas onde olhávamos para o lado e éramos poucos, mas mesmo sendo poucos não tinhamos vergonha de cantar e de apoiar a nossa Grande Briosa,as bandeiras não nos queimavam nas mãos, eram agitadas com prazer e orgulho. Eram alturas onde se conheciam bem todos os companheiros de viagem, onde a confiança imperava e sobretudo o companheirismo era verdadeiro e estava realmente presente sem sinismos.Havia frontalidade e as coisas eram ditas cara a cara. Não vivo agarrado ao passado, sempre defendi e contribuí para uma Mancha à "italiana" um grande grupo Ultra com muita gente na bancada. Mas o que mais me fere a alma é que conseguimos que a Mancha, para a dimensão ultra Nacional seja um grande Grupo, pois um grupo que no seu sector em casa tem 500 /600 pessoas de média tem de ser considerado um grande grupo, mas o que me dói na alma mesmo é que a nova Mancha, tem valores diferentes, dos que eu entendia ser os correctos, e sobretudo que em termos de mentalidade ultra poucos são os que a assumem na verdade. O ideal Académica muitas vezes não está em primeiro lugar, a vontade de cantar, e fazer algo para que a bancada esteja colorida passa para segundo plano sendo claramente ultrapassado pelo gelo, por ficar mais um momento na tasca e beber mais umas bejecas... Não sou dono da Razão muito pelo contrário, dou a minha opinião e entendo que poderá servir para ser útil para a Mancha Negra...
Mas não é só na Mancha que sinto que isto se está a passar, em Portugal em todas as curvas me parece se estar a passar o mesmo, os ideais têm vindo a desaparecer, e as claques em Portugal e na minha principalmente começa a saber-me às Laranjas das grandes superficíes comerciais, são muito Bonitas por fora mas não sabem a nada, não têm sumo...
Sou uma pessoas que tenho valores, familiares e pessoais e não fiz este post com intuito de criticar ninguém pessoalmente, somente o fiz em primeiro lugar porque gosto e dediquei muito da minha vida à Mancha, em segundo porque acho que está na altura de tocar a rebate, juntar as tropas e contribuirmos todos os que gostamos da Mancha para que ela passe a ser uma Laranja do Agricultor, uma laranja fora da normalização que nos é imposta pela UE... com sabor!!!!

JP74

37 comentários:

Anónimo disse...

Também fico triste quando a própria MN demonstra atitudes de racismo, pore xemplo, quando fomos a Amadora.

QUanto aos jogos em si, vejo muitas pessoas a falar do dia-a-dia, mesmo nos jogos fora, em rpestar atenção ao que se apssa no relvado e sem cantar.

só para que pensem..

RM-N1 disse...

Já tinha saudades de um post assim!
Está na altura de fazer alguma coisa. O passado não volta mais, mas penso que todos poderemos contribuir para mudar alguma coisa. Uns mais, outros menos, até porque a vida de cada um pode não permitir, mas cada contributo é válido! Lembro-me bem hà 21 anos que também estavamos bastantes nas bancadas, mas fora não iamos muitos. Também me lembro de ir a jogos com 4/5 pessoas no meu (do meus pais)ou no carro de outro colega. O que era importante era estarmos lá a apoiar a nossa briosa. Penso que todo este espirito se está a perder.
Não duvido da boa vontade de alguns em querer levar isto para a frente, mas que é preciso fazer algo é!
Vamos todos pensar nisto!

Viduka disse...

Palavras para que?
Acho que está tudo dito.

Nunca desistam de apoiar o vosso clube, nunca desistam de trabalhar em prol da vossa paixão e acima de tudo, nunca percam a mentalidade.

Nem sempre as coisas correm como mais queremos, mas os valores não desaparecem, ficam sempre.

Um abraço

Anónimo disse...

Tás em grande JP.

Esse texto veio do fundo da alma.

Um Abraço Branco

ps. onde andam os outros autores do blog? tesão de mijo?

captain duarte pato disse...

Grande post! Só tenho pena de não ter feito parte da mancha de outros tempos! Tou com voçês à cerca de 4 anos e tento dar o meu melhor em todos os jogos, pelo menos levo a minha voz à exaustão (a ganhar ou a perder)! De facto sinto que há muitas pessoas que estão neste grupo apenas com o intuito de beber as tais bjecas, eu tb gosto de as beber mas quando vou pra um jogo o meu principal objectivo é unica e exclusivamente cantar e apoiar até à exaustão. Acho que cenas como as que se passaram no sábado passado falam por si! Não sei quem foi o causador nem me interessa mas penso que todos deveriamos ser chamados a atenção quando temos atitudes que vão para além daquele que me parece o principal objectivo deste grupo, cantar e apoiar a Grande Briosa! Um Abraço

Anónimo disse...

Quero aqui dizer que concordo de todo com o que foi dito pelo Matos nos "pardalitos", "a MN precisa de um debate interno", muita coisa parece estar mal, a MN já não é a mesma.

E em relação à resposta dada lá por um "tiago" ele parece bastante compremetido, ao dizer "quais as diferenças de antes para agora", só quem não tem olhos na cara é que não vê, ou então não lhe interessa ver.

Mudanças na MN precisam-se!! O João Paulo, foi, é, e será sempre o nosso lider.

Abraço ao nucleo da Solum.

Paulo Oliveira

Anónimo disse...

Embora não sendo da MN gostei muito do texto e aplica-se como uma luva no grupo em que estou..

Força com o blog

nando disse...

sinceramente, a MN precisa de poucas mudanças,precisa é de uniao de todos os socios e isso parece que ng ta disposto a fazer,é mais facil "criticar" do que ajudar....

A ganhar ou a perder sou briosa ate morrer!!!

Um abraço
Ferando Amaral

GR1904 disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Este texto está simplesmente perfeito.

joao24 disse...

saudações avenses...
em 1º lugar quero dizer que este post tá simplesmente mais que FANTÁSTICO!!
em 2º lugar tenho a dizer que pelo que li considero o líder da MANCHA (claque que mais admiro e respeito em Portugal) é o melhor líder Ultra em Portugal a seguir ao líder da claque da qual sou membro, a Força Avense!!
Parabéns JP....abraço de um Ultra que te admira!!

Anónimo disse...

JP, és mesmo único. Até por esse movimento ultra nacional, tu ainda és o CAPO desta grande curva.

A MN precisa sem sombra de duvida de união, de espirito de grupo e inter-ajuda, todas as colaborações serão benvindas. Todos quantos quiserem ajudar a engrandecer este grande grupo, serão aceites.

Não critiquem, pois todos têm direito ao erro, eu tambem errei, mas sempre aceitei propostas e colaborações.

A MN sempre contou comigo para tudo, agora com mais tempo da minha parte, estarei disponivel para tudo, assim queiram, ou não!

Velha Guarda 85

Ricardo Lopes

VR disse...

Medidas em que TODOS devemos pensar:
1. Acabar com a preocupação de ter o sector em casa bem composto. Poucos e bons unidos a cantar são melhores que muitos a falar de tudo e mais alguma coisa. A prova está nos jogos fora.
2. Se temos núcleos podemo-nos organizar na bancada. Núcleos com mais poder vocal atrás e os restantes à frente.
3. Renovações só com um mínimo de viagens fora durante a época. Por exemplo, para 13 viagens por época (15 menos as à madeira), mínimo de 4 viagens (30%).
4. Novas inscrições mais caras e com idade mínima de 17 anos.
5. Roubos nas estações de serviço com material identificativo da MN ou da Académica com direito a sanções, tais como repreensões, impossibilidade de renovação ou mesmo expulsão da claque.
5. Nas viagens, levar comida e bebida para nas paragens vender ao pessoal a preços baixos (mas sempre lucrativos para a MN senão deixa tudo de levar comida e não é essa a ideia). Acho que não custava muito na véspera desses jogos alguém passar na makro comprar algumas coisas.
6. Continuar com as febradas e com os convívios de modo a juntar a malta.
7. Organizar actividades dentro da claque. Por exemplo, um torneio de futsal entre os núcleos.
8. Puxar pela criatividade e usar cada vez menos os cânticos com origem noutras paragens.
9. Deixar todos os preconceitos e ideologias à entrada do autocarro e do sector. Só o apoio à MÁGICA BRIOSA INTERESSA!

Anónimo disse...

Eu acho que quanto mais se tentar delimitar a actuação das pessoas dentro do grupo (com imposições e medidas...sejam elas quais forem), mais desvirtualizada e desunida se torna a claque! Obviamente que não se pode viver em anarquia, é necessária uma estrutura para tudo funcionar....mas á parte disso...ser de uma claque é apoiar o clube, beber uns canecos, viajar pelo pais fora, parar quando aptece pa abastecer =), partir para cima dos rivais quando assim se justifica....cometer algumas loucuras...viver no limite...enfim, é assim que se é um pouco ULTRA, ou não será? E acima de tudo remar para o mesmo lado...nos bons ou maus momentos! E acho que isso se ganha pelo amor ao clube é á claque, pela irreverência que se deve ter, não é com um catálogo primavera/verão de medidas e código de ética a adoptar...just my opinion...mas noutros tempos concerteza que o unico "código de etica" e medidas a adoptar que existiam eram a camaradagem e a união....que é isso que aborda este post, que a meu ver está muito bem explanado!
So em relação a um comentário que fala de atitudes racistas na amadora...os pretos la todos a passarem á frente, alguns com idade bem baixas mas com um grau de certeza de já ser marginal muito elevado, a fazer gestos obscenos e insultar....isso será o quê?tavam-nos a convidar para um jantarada na barraca do macumba mor?não me parece....com outras claques tinham sido corridos ao pontapé, que era o que eles mereciam....e depois vinham não sei de onde 1000 manos aramdos com metralhadas e matavam não sei quantos...mas como a MN não pactua normalmente com violência, apenas houve uma troca verbal de diferentes conceitos de pessoas!

SAaudações

Barata

Matos disse...

Para ti JP só duas palavras:
SIMPLESMENTE FANTÁSTICO!!!

Colocas o dedo na ferida sem procurar imputar culpas a ninguém e com o intutito de fazer da Mancha uma claque cada vez melhor.

Não fui,nem sou um exemplo a seguir dentro do grupo, mas os anos que já levo no seio da MN permitem-me fazer várias análises sobre a mesma, ao longo dos últimos 15 anos.

Ainda que com alguns condicionaLismos, dos quais inclusivé já falámos, estou pronto para contribuir da melhor forma que posso e sei para tornar a claque cada vez mais UNIDA, mais FORTE, e defensora de um conjunto de valores que se foram perdendo, desde que ser da Mancha se tornou uma MODA (que fique bem claro, que na minha opinião este fenómeno teve o seu inicio há cerca de 7/8 anos, não sendo por isso um fenómeno recente).

Um abraço a todos e mais uma vez parabéns por este texto.

pjb disse...

Não sou propriamente muito experiente no que à Mancha diz respeito. Limito-me a apoiar até ao limite em todos os jogos e a tentar levar cada vez mais pessoas a gostar da nossa mágica Briosa.

Desde muito novo me habituei a "invejar" a grande Mancha Negra, quando pela minha infância ia ao estádio com o meu pai. Mais tarde, quando o meu pai deixou de ter possibilidades de ir ao futebol, passei a ir sozinho, com os meus 12/13 anos, para a antiga central A.

Passados alguns anos, felizmente conheci pessoas, que eram membras da Mancha, e me levaram a juntar ao grupo que eu sempre admirei. Finalmente deixei de ter problemas, e mesmo que não tivesse ninguém para me acompanhar aos jogos da equipa do nosso orgulho, sentia-me acompanhado. Acompanhado de pessoas que sentiam o clube como eu sinto, que davam tudo pelo clube, que apoiavam do princípio ao fim, que não procuravam a crítica fácil, que faziam tudo pelo bem da nossa equipa.

Actualmente, para grande desgosto meu, verifico que a mentalidade mudou muito, que apenas alguns estão dispostos a cantar do príncipio ao fim, a verdadeiramente sofrer pela nossa Briosa. Para mim sofrer, não é ir atirar pedras à Squadra Verdi, não é roubar estações de serviço, não é cuspir em cima de velhotes, não é fazer merda por se ter as costas quentes, não é usar o nome da Mancha Negra para intimidar outras pessoas, para nos sentirmos os maiores. Não essas atitudes que fizeram da Mancha aquilo que é hoje, não são essas atitudes que fizeram as pessoas ter respeito pela claque. Para mim, sofrer é apoiar, é perder em campo mas ganhar na bancada, é fazer tudo o que esteja ao meu alcance para que a nossa equipa saia por cima. Não sou nenhum santo, mas simplesmente a violência apenas é para ser usada quando à necessidade, não é para ser usada duma forma gratuita. Assisti no meu "princípio de Mancha" a algumas cenas complicadas, mase sempre com algum motivo plausível. Violência é necessária para defender um amigo, não é necessária para agredir um motorista duma camioneta, pondo em causa todo um grupo.

Por isso, não me revejo em muitas atitudes actuais de alguns membros da Mancha, mas (in)felizmente a paixão pela Briosa não desaparece, o vício de apoiar continua, e não consigo começar a ir sentar-me num lugar, e não cantar.

Espero que este magnífico texto do JP faça pensar muita gente, e leve a mudanças de mentalidade. Um abraço a todos e FORÇA BRIOSA!

Ultra Braga disse...

Realmente é um fenómeno k m entristece bastante.Sou adepto do Braga e ca acontece a mesma coisa,temos uma boa maioria de ultras k justificam esse nome mas tb ha mts k vao aos jogos quase exclusivamente para fumar a sua ganzazita e por a conversa em dia,cagando-se praticamente para o jogo e para os canticos.s gostamos/exigimos k os jogadores dêm tudo o k têm tb deviamos ,nos adeptos ,fazer o mesmo(eu bem sei k eles é k ganham ,e n é pouco ,mas nos é k temos a paixao pelo clube).daí tb a importancia da qualidade face á quantidade.parabens pelo texto e pela escolha da foto,realmente da k pensar e causa alguma nostagia.

um abraço para todos e espero k fikem na 1ª mts anos(se possivel melhor classificados)pois o vosso clube,cidade e adeptos merecem.2ª feira aí nos encontraremos!

Manuel Ariaga disse...

Sr.Ricardo Lopes,muito bonito chegou onde queria com o nome da claque,as coisas correram mal e agora já quer voltar..mas nao é o único. Voltem Voltem que a claque já não se aguenta sem voces.
Cabeçadas em condutores? nao sei,infelizmente nao fui ao jogo de vila do conde.Mas parece aquelas historias dos jornais que críticam tudo o que é claque mas nunca se ouve a outra parte,o condutor nao terá feito nada? A MN sempre foi feita por gente de todos os estratos sociais e com os mais variados tipos de comportamento.Por isso dá-me vontade de rir quem crítica alguns comportamentos menos próprios dos dias de hoje,quando me lembro dos jogos em Maia,em Leça e outros que tais,onde a MN fo notícia pelo comportamento menos adequado dos seus sócios.E isso está bem retratado no livro da claque com os recortes dos jornais. O vosso tempo já passou e respeito muito que ainda estejam a apoiar a grande Briosa,agora nao venham dar uma de donos da verdade ou guardioes do bom nome da claque,porque voces tambem nao tiveram ninguem a controlar-vos e fizeram da Mancha uma grande claque. Deixem os míudos em paz e curtam a vossa onda que já foi a deles.


Sócio AAC e antigo sócio MN

Anónimo disse...

Meu Caro Manuel Ariago.

não será voce, por ventura que me dará lições do que quer que seja.

Eu não fui, nem nunca serei ex-sócio da MN, serei até ao ultimo dia da minha vida, a MN é muito para mim, é mais que amizade, é familia, sabe.

estarei sempre disponivel para ajudar, ao contrario de muitos, como voce, que preferem abandonar.

Não lhe darei esse gosto, por muito que o queira. Quero ajudar, pois sinto que poderei ser bastante util ao grupo, assim o queiram, e não serão ex-socios da MN e eventuais anónimos que decedirão.

Mais uma coisa, eu não falei em cabeçadas em condutores, e fui o 1º à chegada a Coimbra a interpelar o Condutor sobre a dita "tentativa de cabeçada".

Velha Guarda 85

Ricardo Lopes
Socio 37

Desnorteado disse...

Dos comentáriso que vejo aqui o mais acertado a meu ver sera o do barata, o pessoal é ultra e nao menino de coro, ha semrpe situações que são provocadas ocasionalmente e impossiveis de culmatar. Quanto ao texto do jp, axo sinceramente que na minha opinião era mais importante ele se calhar refutar e mostrar esta opiniao dizendo a frente de todos do que propriamente aqui no blog, o carraça é um presidente jovem, mas que tem o cargo mais dificil dentro de um grupo, precisa de alguem como tu jp para o ajduar, mesmo quando erra. Penso que só assim as coisas seram levadas a bom porto, remando tudo para o mesmo lado, e fazer do sector, o verdadeiro sector ultra!

um abraço para todos
Rui

Anónimo disse...

"Donos da verdade e guardiões do nome"

Quanto a isto duas coisas:

Dono da verdade são quero ser, a MN terá concerteza muitas boas cabeças pensantes e todos juntos farão de certeza o melhor pra claque, mas principalmente em prol da Académica.

Quanto aos guardiões do nome, realço 1 aspecto, o nome MN e todo que lhe é pertencente, como simbolos, lemas, etc, estão em nome de uma pessoa individual, e ela bem que se pode considerar guardiã do nome.

Assim é.

Velha Guarda 85

Ricardo Lopes
Socio 37

Anónimo disse...

A ver se não vos cai a sorte grande na própria casa...


RB Sé
Sempre a teu lado, FORÇA BRAGA

caneças disse...

é com saudade que recordo aqui ha uns anos uma foto deste tipo, que fez pensar entao na altura muitos, dos que acreditavam nesta mentalidade, mas com o passar dos anos esta nao vincou, e passou a imperar a vontade do comercialismo e banditismo, os valores que para alguns sao nobres, sao o mau estar para outros.S´espero que mesmo com o levantar novamente desta questao nao se torne outra vez num saco d eboas intenções, as pessoas tem de perceber que temos de ser nós a fazer essa mudança,o habitual e estar sempre á espera da pessoa do lado para actuar.assim nunca sairemos do mesmo, e assim deixamos pessoas sem escrupulos e má intenções dominar as curvas.Deixo aqui mais uma vez o repto, actuem, defendam os vossos ideiais.

velha mentalidade ulta, sim aquela á italiana(não as modas como existem actualmente)

Anónimo disse...

Em italia nunca houve confusoes,entao nos anos 80 e 90 era tudo a falar que se resolvia. Assalto ao estádio é um filme de amor.
Ai ai tantas vezes a pregar a mesma mentira pode ser que cole.A claque nao está entregue aos bandidos,eles estão é na direcçao do clube(sr.simoes e outros) esses sim é que sao verdadeiros bandidos,porque roubar na estaçao de serviço pra comer,andar aos empurroes e chamar nomes pra mim isso é proprio da juventude.
O ricardo lopes,o jp e outros serao sempre benvindos na claque até pq a claque deve muito o que é hoje a eles,agora na minha opniao nao poderao voltar a chefiá-la como ja fizeram,depois de a abandonarem em prol de um cargo na AAC que só foi conseguido por ´´controlarem`` a opiniao da MN. Mas penso que eles tem a noçao disso e nao vao voltar no futuro proximo a ocupar cargos de chefia na claque até porque só vinham dar razao ás más linguas que apelidaram o actual presidente Tiago de ser uma marionete de JP/Ricardo Lopes e companhia até as coisas correrem mal ou até eles se cansarem dos seus papéis na actual direcçao da AAC OAF.

Um abraço a todos na Mancha Negra

Zé Martelo

Matos disse...

Pois é, a net tem destas coisas, começa-se a discutir no geral e termina-se com menções e / ou ataques a pessoas individualmente.
Queria só esclarecer o meu caro Zé Marelo (k penso não conhecer pessoalmente) que a Mancha só existe pq existe a Académica, e por consequência as pessoas apenas pertencem á Mancha porque são da AAC, logo a instituição está acima da claque. Desta forma ninguem pode ser acusado de "abandonar" a claque em prol da instituição; tem é k se reconhecer o mérito das pessoas e do seu trabalho, quer na claque quer na direcção da AAC.
Por outro lado gostaria de questionar todos aqueles que nas deslocações da Mancha fazem ou faziam qustão de roubar nas estações de serviço (por vezes coisas sem o minimo interesse ou valor) se têm a mesma atitude quando viajam sozinhos, com os papás ou com as namoradas?
Pois é, o nome Mancha Negra dá cobertura a mts atitudes, das quais quem sai invariavelmente chamuscado são a claque em geral e os seus dirigentes em particular.

Um abraço aos antigos e actuais dirigentes (todos sem excepção tiveram e tem como objectivo tornar a Mancha cada vez melhor)

Anónimo disse...

custa-me ler aqui alguns posts de pessoal que critica indirectamente a direcção do Tiago quando este foi nomeado para o cargo com o acordo de tantos da velha guarda. se bem me lembro, na reunião em que tudo se decidiu foi mencionado o facto de este vir a precisar de apoio do pessoal mais antigo, até poque ele ainda é "um puto" e tem muito para aprender- mas, parece-me que esse tempo para aprender não se esgotou, até porque não duvido que durante os 10 anos que o JP esteve à frente da MN aprendeu muito!

penso que o mais importante seria ajudar o Tiago a constituir uma organização que trabalhe e o ajude (bem sabemos que falta faz uma pessoa a tempo inteiro como no tempo do JP)ao invés de se tornar contraproducente.

em relação às opiniões aqui difundidas, não valorizo minimamente aquelas que provêm de pessoas que, apesar de muitos anos de sócio, a única coisa que fizéram pela MN foi pagar quotas e viajar de autocarro já em tempos muito remotos ultimamente nada!)
mas essa é a minha opinião!

de qualquer forma parece-me que a falar é que a gente se entende! e que oportunidades de se reunir o pessoal que estiver interessado em dar opiniões e sugestões não vão faltar, até porque todos os sócios têm o direito a manifestar-se.

um abraço a todos

Raka

Anónimo disse...

pouco barulho e mais apoio

Anónimo disse...

conforme se sabe que está de fora faz sempre melhor, mas não toma nenhuma para melhorar o que poderá estar mal.
na minha opinião, e devido à dimensão que a MN têm deveriamos optar por uma estrutura profissional, porque não criar 2/3 lugares, remunerados, e que ficariam responsaveis, com o seu horariozinho, de ter a sede aberta, organizavam as viagens e tudo o que envolvesse a MN com o a cidade e com a AAC-OAF.
Eu não me importo de pagar mais, pprque o que são 12€/ano? queremos ter um sectorzinho, quando vamos fora queremos chegar e ter lá o nosso lugar, e ninguem se preocupa o trabalho que deu tratar das merdas a tempo e horas;
é simples quem se sente no direito de reclamar tem que mostrar como se deve fazer, e faze-lo.
Eu não sou critico da organização da MN, de forma alguma, porque a minha vida profissional permite-me ir a 5/6 jogos fora, e em casa tou lá sempre, e não posso apoiar de outra forma, o mesmo acontece com 1450 dos 1500 sócio que a MN têm.
Resumindo, uma assembleia de sócios, propostas na mesa, e aí se verá quem quer trabalhar e que são os pseudo-criticos da net.
Gonçalo Rodrigues

Anónimo disse...

O presidente antes de começar a aprender a tomar conta da MN devia começar a aprender a cantar nos jogos em vez de os passar à conversa com os amigos...depois sim,pode começar a aprender o que é ser presidente de uma claque!
Luis Carlos

Vitória! disse...

Uma coerência fantástica.

Primeiro mais um pouco de "ódio" destilado: "Quando em Portugal se continua a dar previlégio ao número, os de Guimarães são mestres nisso".

Eheh, falam sempre de nós ;-)

Mas depois: "pois um grupo que no seu sector em casa tem 500 /600 pessoas de média tem de ser considerado um grande grupo". Afinal agora o número já interessa...

Tirando essa predisposição para falar sempre no meu Vitória (vísivel em mais posts), acho que escreveste um bom post. Mentalidade precisa-se e é de todos. Quer pertençam a claques, quer não pertençam.

Anónimo disse...

O Tiago irá concerteza aprender muito nos proximos tempos.

Os primeiros tempos são sempre os mais complicados.

Não tendo uma pessoa com dedicação quase a 100%, prejudica bastante, ou melhor não ajuda.

Mas se optar por ter 4 ou 5 pessoas que dividam essas funções as coisas melhoram de certeza.

Todos temos o dever de ajudar, a MN e o seu presidente agradecerão.

Raka, concordo quase a 100% ctg, apenas me desilude o facto de encontrar cerca de 30 sócios "activos" e "interventivos". Não serão os outros(menos interventivos) tambem necessários? Mas entendi a tua ideia, é um problema que não tem resolução.
O que seria o Barcelona apenas com o Rodaldinho? Os outros quanto mais não sejam fazem número para a equipa. Mas não deixam de cada um ter o seu valor individual.

Abraços a todos!

Ricardo Lopes
Socio 37




Ricardo Lopes

Oficio disse...

apenas venho deixar aqui a posta, pois ao ler este post me revi por inteiro nele! A cena de sair a em carros e percorrer muitos km's juntamente com mais alguns carros para seguir e nossa amada equipa...o olhar para o lado e ver um grupo pekeno, mas que dá tudo o que tem e o que não tem para que os nossos jogadores que representam as cores das nossas equipas se sintam ainda com mais vontade de deixar a pele em campo...por nós; a tudo isto ainda acrescento outra situação(e falo por experiencia própria), a de chegar a qualquer terra e toda a gente olhar para nós e pensar como é possivel esta gente fazer o que faz para apoiar um clube de 3ª divisão!! É AMOR o que sentimos!


Um membro dos Ultras Ermesinde 1992( "Somos poucos mas por ti somos Loucos!"). Abraço para o "Grande" grupo que têm.

Anónimo disse...

Gostei de rever a história da ida ao Euro2000 através dos fantásticos escritos do Açoreano. Lamento é que um "xupista" como o JP74 continue a insultar as laranjas, desta vez a dizer q são bonitas mas não têm sumo.

Ass: Ricardo Lopes (mas o Panamá)

Anónimo disse...

Sempre com o seu ódio ao nosso Vitória. Mas também coerência não é o vosso forte...

Um abraço de Guimarães.

Anónimo disse...

Penso é que a malta tem que apoiar todos juntos e todos fazemos falta para ajudar a camisola negra a ganhar e esse será só o nosso objectivo tudo o resto é merda, começando com a merda do racismo que nunca poderá caber dentro nosso grupo.

Anónimo disse...

Não é racismo...é so um pouco de verborreia, o pessoal anda muito stressado durante a semana, e consequentemente encontra nessa forma abrupta de estar, um subterfúgio! Quando estive na revolução de Abril ao lado de inumeros camaradas, tive a oportunidade de dialogar com a supra indivualidade do comunismo em Portugal, recentemente falecido, de seu nome Manuel Tiago (ou era um pseudónimo...?!lol), e ele garantiu-me que todo este tipo e problemas ia acabar, pois a revolução estava consumada! E possivelmente haveria de haver um harem cheio de virgens para a malta...sobretudo para o pessoal que anda por esse Portugal fora em debandada, que nem uns hooligans maus =)
Volvidos 32 anos....virgens...(não comento), mas realmente não nos resolveram os problemas, e é ver o pessoal ao fim de semana em constantes uhs uhs uhs..(ja me falaram que é da bebida...mas nao acredito)!
Racismo....qual racismo?! Viva é a briosa...e domingo la estaremos...em áfrica....ai desculpem...em Lisboa!

Saudações

Barata

green zone disse...

A foto representa muito, isso significa amor ao clube de kem gostamos, mas como o lema diz muitos ou poucos mas sempre presentes...